Páginas

terça-feira, janeiro 25, 2011

Pimenta calabresa: um item que não pode faltar na nossa cozinha!!

(Hello, Mamys! Vou compartilhar um segredinho nosso, ok?)

Caríssimas/os leitoras/es, sejam muito bem vindas/os!!!

Para inaugurar este espaço de sabor, aroma e cor, escolhi uma dica de mãe pra compartilhar com vocês. Não acredito que seja, de fato, um segredinho, mas tenho muito apreço por ela, assim como por todas as outras dicas infalíveis de minha mãe: uma verdadeira diva de forno e fogão! ;)

Digam lá: a vida tem de ter um  leve ardidinho pra aquecer nossos heroicos corações, né mesmo? Assino embaixo! E no quesito comidinhas, lá em casa (casa de mãe é pra sempre "lá em casa"... hehe) a gente gosta muito de usar essa belezura aí de baixo: a glamourosa pimenta calabresa desidratada... um verdadeiro tempero da vida



No nosso refogado básico dos básicos (alho e cebola), ela SEMPRE marca presença, porque praticamente não interfere no paladar e, usada moderadamente (ou seja, 1/2 colher de café para cada cebola), deixa um ardidinho NA MEDIDA! Sem contar que seu vermelho vibrante deixa umas pintinhas beeem charmosas, valorizando a apresentação da comida. Pra quem gosta de brincar com as cores dos alimentos, é um prato cheio! 

Segundo a mãe Wikipédia, no Brasil, a pimenta calabresa é produzida a partir de pimentas da espécie Capsicum baccatum, também chamada de pimenta aji, originária do Peru. No verbete, ainda consta que no nosso país, são conhecidas três variedades desta espécie: a pimenta-dedo-de-moça, a cumari (adoooooro!) e a cambuci.

A que eu costumo usar é feita a partir da dedo-de-moça. Acredito que as outras duas sejam mais consumidas por estas bandas em conservas de óleo/azeite ou vinagre (no caso da cumari) ou refogadas mesmo (no caso da cambuci, por não ser nada ardida). 

Apesar de encontrarmos várias marcas de pimenta cabresa (de dedo-de-moça)  nos mercados, o que a torna bastante acessível para nós, eu gosto mesmo é de usar a do tiozinho-mega-atencioso da feira de domingo, porque a dele tem menos semente do que as da Kitano e Cia. Ltda., o que lhe confere uma cor linda, bem vermelhinha!!


E você?!?! 
Gosta de pimentas? Qual?

Bora participá da prosa!


PS. Não deixem de conferir um post muito interessante sobre "Pimentas Secas Inteiras - capsicum" no blog Aromas e Sabores assinado pela chefe de cozinha Andréa Potsch, também responsável pelo Blogs de Culinária .



4 comentários:

  1. Muito boa a matéria

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo comentário e pela visita!! Que bom que você gostou!!

    Volte sempre!!

    Abraços*

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Obrigada pelo comentário, Anônimo! Seja bem-vindo/a.

      Um abraço!!

      Excluir

Acrescente mais um ponto neste bordado! Vou adorar! ;)